Alunos de Educação Básica visitam o CRID

Grupo de alunos do curso de Educação Básica a ouvir a explicação do Luís sobre o CRID

Um grupo de alunos da Licenciatura em Educação Básica da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Leiria (ESECS) visitou o CRID no dia 24 de maio.

Apesar de alguns dos estudantes já conhecerem o CRID, a visita ajudou a aprender ainda mais sobre o seu funcionamento e a esclarecer algumas dúvidas existentes.

No final, ficou uma certeza: se, no futuro, um destes alunos se cruzar profissionalmente com uma criança com deficiência, vai saber que existem possibilidades de melhorar a sua comunicação e, consequentemente, promover a sua inclusão na sociedade.

3º Encontro Sobre Inclusão Em Contexto Escolar

Imagem com mãos com sorrisos a representar pessoas, incluindo uma em cadeira de rodas. Tem as seguintes palavras: 3º Encontro sobre Inclusão em Contexto Escolar.
Decorreu nos dias 21 e 28 de Abril o “3º Encontro Sobre Inclusão Em Contexto Escolar”, que consistiu em seis painéis temáticos onde foram apresentados e discutidos os seguintes temas:
• Enquadramento Legal da Educação Inclusiva: o que há de novo?
• Modelo de Intervenção Multinível
• Desenho Universal para a Aprendizagem
• Flexibilidade Curricular e Equipas Multidisciplinares
• Normas Transitórias e Centros de Apoio à Aprendizagem
• Agrupamento de Escolas da Batalha
• Agrupamento de Escolas de Colmeias
• Potencialidades dos cães de assistência ajuda social
• Conceitos, Razões e Caminhos para uma Educação Inclusiva
• Associação Portuguesa de Musicoterapia
• Qualidade de Vida:Gestão da Mudança e Mudança da Consciência!
• Programa de Educação Afetivo-Sexual “Átomo”
• E se entrasse numa livraria e pedisse um livro mi«ultiformato?
• Projeto All Dance
Durante o encontro fomos brindados por dois momentos culturais: uma boysband da CERCILEI e a peça de teatro “A Tasca do Tio Gonçalo” da APPDA e do grupo Leirilena Teatro.
O curso teve como destinatários docentes, técnicos (psicólogos, terapeutas, assistentes sociais), assistentes operacionais, encarregados de educação e população em geral, sendo que o pessoal docente/ não docente das escolas/agrupamentos teve a formação creditada pelo CCPFC e pela DGAE.